07 maio 2013

Fusca com 4 portas

Depois da Segunda Grande Guerra Mundial, a Alemanha estava dividida e sucateada, com diversos problemas financeiros empobrecendo a população. O parque industrial alemão estava destruído e a única fabrica de automóveis que voltou a funcionar foi a Volkswagen. Devido a isso, surgiram muitos pequenos fabricantes de automóveis, assim como, pequenas empresas que faziam adaptações no "carro do povo", para diversos fins. Entre essas empresas surgiram aquelas que modificavam o Fusca para 4 portas, atendendo a solicitação do mercado de Táxi. Não existia nenhum carro barato e com 4 portas para atender esse segmento. O trabalho era muito bem executado, a plataforma era aumentada em alguns centímetros, sobrando mais espaço interno para o passageiro no banco traseiro. Já a porta dianteira era encurtada em largura, soldada uma coluna central, adicionada mais uma porta de cada lado e diminuindo o vidro lateral. A porta traseira era do tipo suicida, por causa dos pontos de fixação das dobradiças e facilidade de acesso, criando um charme a mais ao dengoso fusquinha. Todas as peças eram aproveitadas, sendo as mesmas existentes do modelo original, como maçanetas, fechaduras, batentes, frisos, cajados, etc., uma medida de economia. Internamente o Fusca não era modificado, permanecendo o mesmo interior, com os mesmos bancos, não ostentando nenhum tipo de luxo, próprio dos primeiros Fuscas. Depois a Alemanha foi se recuperando e essas empresas deixaram de fabricar esse modelo. Não tenho conhecimento da existência de algum exemplar da época, que não seja Split Window, portanto até 1952.




Créditos: Fusca Classic

Gostou da Publicação? Vote e comente sobre ela!

0 comentários:

Postar um comentário

Loading...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...