Estamos voltando...

16 outubro 2013

4ª Marcha - Motores adaptados

Uma das maiores qualidades do fusca, e que também pode se tornar um dos maiores defeitos, é que  é praticamente possível adaptar de tudo nele. Na internet muitas vezes vemos proprietários orgulhosos por ter incorporado ao fusquinha componentes modernos, em projetos muito complexos, coisas que nunca foram oferecidas como opcionais, como vidros elétricos, ar condicionado, etc.
Sempre tem alguém que viaja no projeto e resolve mexer no motor.
 Apesar de existirem diversos carros onde o conjunto final é uma verdadeira obra de arte, quase sempre acabamos encontrando adaptações "feitas nas coxas" e de gosto duvidoso, cujo projeto obriga os proprietários a alterarem as formas do veiculo, ou então deformarem sua estrutura. Muitas pessoas condenam esse tipo de atitude por ferir a integridade do carro, distanciando ele da sua forma original. Mais por pior que tenha ficado, esses carros na maioria cumprem com o objetivo de sua "criação", como a Variant V8 que já postei aqui ou como alguns fuscas de trilha, muitas vezes alimentados por um motor diferente do original.
Notem por exemplo, esse fusca com Motor CHT 1.6 a álcool, conheci um corcel gt com esse motor, mais ele em um fusca é uma história bem diferente:

Algo mais radical, que levou a substituição de praticamente todo o conjunto, é este com motor 4.1 de ômega na dianteira:

Muita gente curte o motor AP em fusca, então é comum ver muita gambiarra com esse tipo de projeto, assim como sempre existem carros com maior preocupação na substituição. Abaixo, um fusca vermelho com motor AP 2.0 originário de um VW santana, e também alguém que resolveu modificar por completo um fusca 1965 para utilizar um motor AP 1.8 instalado na dianteira do veiculo:


Abaixo, a adaptação de um motor Renault 1.4, usado nos Ford Corcel ou Belina:

O dono desse fusca branco optou por algo inesperado também, um motor 4 cilindros de Opala:

O motor boxer a ar provavelmente ainda é perfeito pro Fusca, que foi concebido para utilizar ele, mais é curioso o numero de VWs que andam por aí com o propulsor "transplantado", o que leva a refletir: Como deve estar a documentação da maioria desses carros?

Deixe seu recado nos comentários desta publicação, ou então em nosso grupo do Facebook!

Visite também o meu blog: VW Boxer Art.

Gostou da Publicação? Vote e comente sobre ela!
Respeite os direitos autorais, sugestione postagens e contate-nos para qualquer dúvida.

0 comentários:

Postar um comentário

Loading...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...